quarta-feira, 31 de agosto de 2011

entrelaços...

nós e laços no porto de pesca comercial da  Gafanha da Nazaré

Estás só. Ninguém o sabe. Cala e finge.
Mas finge sem fingimento.
Nada 'speres que em ti já não exista,
Cada um consigo é triste.
Tens sol se há sol, ramos se ramos buscas,
Sorte se a sorte é dada.
                                                    Fernando Pessoa



Enviar um comentário